Verifique se seu computador suporta Unity

O Ubuntu tem ficado cada vez melhor mas à custa de um ambiente gráfico, o Unity, mais pesado.

Se você tentar instalar o Ubuntu em uma máquina não muito potente poderá ter alguns problemas de desempenho.

Para evitar problemas faça o seguinte:

1) Boote com uma imagem do Ubuntu (CD ou Pen Drive);

2) Escolha Experimentar o Ubuntu;

3) Vai abrir o desktop – inicie o terminal digitando SHIFT + CTRL + T (ou abra o Dash clicando na tecla Windows e digite Terminal);

4) No terminal, digite /usr/lib/nux/unity_support_test -p.

O resultado será algo como o da tela a seguir:

unity_test

Se todas as respostas forem yes, pode fechar o terminal e instalar o Ubuntu.

É isso aí.

Abraço.

Remover repositório e rever atualização de versão no Ubuntu

Às vezes, atualizamos um programa  mas mudamos de idéia.

Geramente, no Ubuntu, quando queremos atualizar ou instalar um programa, adicionamos um PPA (Personal Package Archives), atualizamos o sources.list e instalamos o programa.

Para reverter essa atualização:

1) Instale a ferramenta de remoçao de PPA com sudo apt-get install ppa-purge

2) Remova o PPA com sudo ppa-purge ppa:videolan/master-daily

A partir de ppa:… é um exemplo, basta alterar para o PPA que você inseriu inicialmente.

O programa será revertido para o estado anterior à atualização.

É isso aí.

Abraço

Habilitar USB no Virtualbox no Linux

A pedido dos amigos e grandes Web Developers, Ricardo Rosa e Ricardo Ribeiro, segue um tutorial para habilitar USB no Virtualbox.

Considerando que o Virtualbox já está instalado:

1) Baixe o Extension Pack aqui;
2) Para instalar, duas opções:
2-1) duplo clique no arquivo – ele vai abrir o Virtualbox e pedir permissão para instalar;
2-2) abra o Virtualbox, clique em Arquivo, Preferências, Extensões – clique no ícone lateral Acrescentar Pacote e selecione o Extension Pack. Clique OK para instalar;
3) Adicione seu usuário ao grupo vboxusers com usermod nomedousuario -a -G vboxusers;
4) Reinicie sua sessão e já vai funcionar.

É isso aí.

Abraço.

Spotify – Erro com libgcrypt no Ubuntu 15.04

Ao atualizar o Ubuntu para a versão 15.04 o Spotify parou de funcionar.

O ícone não mostrava nada então, para debugar o erro, abri na linha de comando e obtive o erro:

fabio@meupc:~# spotify
spotify: error while loading shared libraries: libgcrypt.so.11: cannot open shared object file: No such file or directory

Pelo que pude obter de informação, é uma falta de atualização do Spotify. Enquanto o próprio programa não se atualiza, o jeito é instalar o arquivo libgcrypt11_1.5.0-5+deb7u3_amd64.deb.

Foi um pouco difícil encontrar então disponibilizei via Dropbox. O link é:

https://www.dropbox.com/s/vsu3bwz5p62ub1u/libgcrypt11_1.5.0-5%2Bdeb7u3_amd64.deb?dl=0

Acesse via terminal o local em que salvou o arquivo e instale com:

fabio@meupc:/home/fabio/Downloads# sudo dpkg -i libgcrypt11_1.5.0-5+deb7u3_amd64.deb

Em seguida, o Spotify já volta a funcionar.

Fica a dica.

Abraço.

Instalar Wireshark no Ubuntu

Para quem não conhece, Wireshark é um programa excelente para monitorar redes.

Você pode, por exemplo, instalá-lo em um servidor firewall e monitorar as máquinas da rede interna. Também é interessante colocar em uma máquina comum para analisar o que se passa entre ela e a Internet.

Instalação (tudo via terminal):

  • sudo apt-get install wireshark
  • sudo groupadd wireshark
  • sudo usermod -a -G wireshark YOUR_USER_NAME
  • sudo chgrp wireshark /usr/bin/dumpcap
  • sudo chmod 750 /usr/bin/dumpcap
  • sudo setcap cap_net_raw,cap_net_admin=eip /usr/bin/dumpcap
  • sudo getcap /usr/bin/dumpcap
  • sudo reboot

Atenção: durante a instalação, você terá que escolher se quer que usuários normais utilizem o programa ou se somente o root. Isso depende da sua necessidade e opção.

Ao abrir o programa, já deverá mostrar a lista de placas de rede da máquina. Clique naquela que quer monitorar e no botão verde para iniciar o monitoramento.

wireshark1

 

wireshark2

A dica é somente para a instalação, ok?

É isso aí, abraço.

Restabelecer Conexão Placa de Rede Debian Wheezy / Kali

Hoje precisei fazer um teste com outra rede e conectei um modem Wi-Fi USB na minha máquina com Kali.

Para ser rápido, baixei a placa de rede da conexão via cabo com ifconfig eth0 down.

Depois de fazer meus testes, não consegui mais usar a eth0! Ao tentar subir a placa com ifconfig eth0 up ou service networking restart, sempre, obtinha o erro:

[….] Running /etc/init.d/networking restart is deprecated because it may not r[warnble some interfaces … (warning).
[….] Reconfiguring network interfaces…RTNETLINK answers: File exists
Failed to bring up eth0.
RTNETLINK answers: File exists
Failed to bring up eth0.
done.

Meu interfaces estava assim:

# The loopback network interface
auto lo eth0
iface lo inet loopback

# The primary network interface
allow-hotplug eth0
iface eth0 inet static

O problema aconteceu, segundo minhas pesquisas, porque o dhclient tentava atribuir um IP para a placa de rede mas o arquivo de configuração dizia que era estático.

Para resolver:

ip addr flush dev eth0: libera as configurações da eth
pkill -9 dhclient: mata todos os processos do dhclient
cat /etc/resolv.conf: verifique o que contém esse arquivo com o comando cat (só mostra na tela o conteúdo do arquivo). Se necessário altere para algo como:
search dominio.com.br (se você não estiver em uma rede que use um gerenciador de domínios, não use essa linha, somente a próxima)
nameserver 8.8.8.8
service networking restart

Pronto, resolvido.

É isso aí, abraço.

Tecla Delete no Gnome 3

Dica rápida: como ativar a tecla delete no Gnome 3.

Abra o DConf-Editor e marque a opção que está na imagem abaixo:

Captura de tela de 2014-11-03 08:38:41

 

Abra o Nautilus e selecione um arquivo que possa ser apagado.

Selecione Editar na barra superior do Nautilus e posicione o mouse sobre Mover para a Lixeira. Atenção, somente posicione, não clique.

Com o ítem selecionado, clique duas vezes na tecla Delete e será alterada a instrução.

Pronto, você já pode usar a tecla Delete para mover arquivos/pastas para a Lixeira.

É isso aí, abraço.