Alterar hostname (nome da máquina) no Linux

Dica rápida para alterar nome da sua máquina usando Linux (testado em Ubuntu e Fedora).
Atenção: a responsabilidade por qualquer ação feita em seu sistema é só sua! Na dúvida, não faça nada.
– abra o terminal;
vim /etc/sysconfig/network
– na linha HOSTNAME= escreva o nome de sua escolha (se estiver em uma rede, lembre-se de verificar se esse nome já não está sendo usado);
– salve o arquivo;
– voltando ao prompt, digite HOSTNAME=nomequevocescolheu;
– para confirmar, digite somente HOSTNAME (deverá aparecer o nome que você escolheu);
vi /etc/hosts;
– digite nomequevoceescolheu ipdasuamaquina (o IP, nesse caso, somente se você usar IP fixo, senão, use 127.0.0.1);
cat /proc/sys/kernel/hostname (para confirmar se o nome foi alterado, deverá aparecer na tela o nome que você escolheu);
reboot
Isso deverá ser o suficiente.
Abraço,
Fábio

Ativar tecla NumLock na inicialização do Fedora 15

No Fedora, a tecla NumLock não vem ativada na inicialização do sistema.  Se sua senha tem números você tem que pressionar a tecla ou usar as do teclado central.

Depois de fuçar, achei a solução aqui (obrigado, Lauro Frutal) e repasso aos meus leitores (eles existem?…..hahahaha).

Atenção: a responsabilidade por qualquer ação feita em seu sistema é só sua! Na dúvida, não faça nada.

– Faça um backup do arquivo Default com o comando sudo cp /etc/gdm/Init/Default /etc/gdm/Init/DefaultBackup;

– Altere o arquivo com o comando sudo vim /etc/gdm/Init/Default;

– Encontre a linha exit 0 (isso é um zero, ok?);

– Imediatamente acima, copie e cole o que vem em seguida:

if [ -x /usr/bin/numlockx ]; then
/usr/bin/numlockx on
 fi

– Salve o arquivo e reinicie o computador.

Pronto, problema resolvido.

É isso aí, abraço.

Fábio

Adicionar programas na inicialização do Fedora 15 com Gnome 3

Se alguém já leu alguns artigos meus sabe que não gosto muito do Fedora, sou um usuário de Ubuntu, mas, como no trabalho todos usam, não tive opção.

O problema é que de vez em quando sinto falta de alguma funcionalidade no Fedora e hoje foi como colocar um programa para iniciar com o sistema operacional. Claro, como sempre, a quantidade de informações sobre o Fedora é pequena, não há muitos fóruns ou artigos em blogs, os poucos que há são desatualizados e é difícil encontrar alguém da comunidade disposto a ajudar.

No Ubuntu posso inserir o executável do programa em /etc/rc.d/rc.local mas no Fedora isso não funcionou; consegui criar um arquivo (com o comando touch) mas não consegui iniciar um programa.

No Ubuntu há a opção  Aplicativos de Sessão em que você faz isso no modo gráfico mas no Fedora não encontrei. Pensei que poderia ser problema do Gnome 3 então testei no Ubuntu 11.10 com Gnome 3 Fallback Mode e, voilá!, lá estava o ítem Aplicativos de Sessão. Isso demonstrou que o problema não é no Gnome e, sim, no Fedora.

Bom, finalmente, descobri que o comando para abrir os aplicativos de sessão é gnome-session-properties. Rodei em terminal e abriu a tela, bastou adicionar o programa que eu queria e reiniciar. Pronto, ele já startou na inicialização do sistema operacional.

Já que não há opção em menu gráfico e para não ter que digitar no terminal toda vez que precisasse, criei um atalho dentro da minha pasta home da seguinte maneira:

Atenção: a responsabilidade por qualquer ação feita em seu sistema é só sua! Na dúvida, não faça nada.

cd /home/fabio/

ln -s /usr/bin/gnome-session-properties SessionAps

Lembrando que SessionAps é o nome que eu escolhi, você pode escolher o seu ou não escrever nada, é só um label.

Em seguida, arrastei o ícone para a barra superior para que fique disponível até porque ainda não sei como inserir ítens no menu, outra opção que há no Gnome do Ubuntu e não no do Fedora.

É isso aí, espero ajudar com essa dica.

Abraço,

Fábio

Blackout contra a censura à Internet – Blackout against SOPA

Este blog adere ao blackout de 18/01 em protesto contra a censura à internet proposta por deputados americanos.

Censura, jamais!

This blog joins the blackout against the absurd project known as SOPA proposed by american representatives.

Censorchip, never!