Verificar se seu computador aceita Unity – novo ambiente gráfico do Ubuntu

A Canonical, desde Abril de 2010, modificou a estrutura gráfica de seu sistema operacional, o fantástico Ubuntu. Com isso, muitos problemas ocorreram para várias pessoas, inclusive eu.

Na ânsia de atualizar meu sistema, não fiz o básico: checar se meu hardware suportaria o novo componente, o Unity.

Ao atualizar para o 11.04, fuck! Nada mais funcionou, nem mesmo havia como fechar uma simples janela por conta da integração da barra superior dela com a do sistema.

Não acho que era problema do meu hardware ou da instalação mas algum bug mesmo. Bem, tive que voltar para a versão 10.10 e aguardar o próximo lançamento.

Eis que na quinta-feira, 13/10, a Canonical soltou a versão oficial do Ubuntu 11.10 – Oneiric Ocelot.

Dessa vez, fiz um teste, muito simples, utilizando o nux-tools. Nux é um aplicativo que junta aceleração de hardware com renderização gráfica de alta resolução, é um conjunto de ferramentas que ajuda a verificar e utilizar ambientes gráficos mais exigentes. Bem, é uma expicação meio fraca mas não consegui fazer melhor…kkkk.

Você pode instalar o Nux em outra versão do Ubuntu, clique aqui para o download, ou pode baixar aqui a imagem completa do Ubuntu.

Grave a imagem em um CD e inicie seu computador por ele. Na primeira tela, selecione Experimentar Ubuntu e aguarde abrir a tela inicial. Clique no ícone do Ubuntu que está no canto superior esquerdo e digite terminal no campo Search que vai aparecer. Selecione o terminal que será mostrado logo abaixo e digite o comando /usr/lib/nux/unity_support_test -p. Se todas as respostas forem yes, seu computador está apto a rodar o Ubuntu 11.10, basta clicar no ícone Instalar Ubuntu 11.10 que está na Área de Trabalho.

Atenção: a responsabilidade por qualquer ação feita em seu sistema é só sua! Na dúvida, não faça nada. E não esqueça de fazer a porra do BACKUP :o) !!

Já vi pela internet que será possível, inclusive, rodar o Cubo do Compiz mas isso fica para o próximo post.

Como o resultado do meu unity_support_test foi todo yes, vou instalar o 11.10 imediatamente.

É isso aí, abraço.

Anúncios

Recuperar senha de usuário no MySQL

Procedimento para recuperar senha de usuário no MySQL; serve para qualquer usuário, inclusive root.

Atenção: a responsabilidade por qualquer ação feita em seu sistema é só sua! Na dúvida, não faça nada.

1. Vire root (su –);
2. Pare o processo do MySQL (Ubuntu: /etc/init.d/mysql stopFedora: service mysqld stop);
3. Suba o MySQL sem as tabelas de validação (mysqld_safe –skip-grant-tables &) – vai ficar parado, pode abrir outra instância do terminal ou usar Ctrl+C;
4. Conecte-se ao MySQL como root e sem senha (mysql -u root);
5. Altere para a database mysql (use mysql);
6. Comando para definir a senha que quiser(update user set password=PASSWORD(“SENHA”) where User=’user’;). Atenção: altere SENHA e USER para o que você quiser e use aspas duplas);
7. Comando para limpar as tabelas (flush privileges);
8. Saia do MySQL digitando quit;
9. Suba o MySQL novamente (Ubuntu: /etc/init.d/mysql startFedora: service mysqld start).

Pronto, já é possível logar no MySQL com o usuário e senha que você definiu acima.

É isso aí, abraço.

Fábio

ERRO: Enter password to unlock your login keyring. The password you use to log in to your computer no longer matches that of your login keyring.

Conforme o post anterior, tive problemas com o /etc/passwd e, por consequencia, com o MySQL.

Depois que consegui reabilitar minha base de dados, percebi que só conseguia logar como root, o meu usuário normal não funcionava.

O maior problema com isso é que uso este usuário para as minha aplicações web rodarem localmente, para testes. Imagine ter que criar outro usuário e alterar todas as aplicações!

A mensagem que aparecia era:

Enter password to unlock your login keyring. The password you use to log in to your computer no longer matches that of your login keyring.

Pesquisei e descobri que esse keyring é o do Gnome, serve para armazenar as senhas que você usa no sistema e salva para não ter que digitar a todo momento. Por conta do problema com o passwd, a senha deve ter sido desconfigurada.

Atenção: a responsabilidade por qualquer ação feita em seu sistema é só sua! Na dúvida, não faça nada.

Para resolver isso, acessei em home a pasta .gnome2 e apaguei o arquivo login.keyring. Ao tentar executar o procedimento de conexão no banco de dados novamente, fui solicitado a inserir a senha para armazenamento.

Pronto, resolvido; a senha foi armazenada em .gnome2/default.keyring e eu consegui acessar minha base de dados com meu usuário comum.

Abraço,
Fábio

Falha no MySQL – /usr/libexec/mysqld: Can’t find file: /mysql/host.frm

Ontem fiz uma merda no Fedora que uso aqui no trabalho: apaguei o passwd.

Consegui reverter mas, depois disso, o MySQL parou de funcionar. Ao tentar restartar o serviço (mysqld), obtinha o erro abaixo:

03 [ERROR] /usr/libexec/mysqld: Can’t find file: ‘./mysql/host.frm’ (errno: 13)

Verifiquei que em /var/lib/mysql os arquivos estavam sem usuário configurado, vejam:

-rw-rw—-. 1 501 mysql 27262976 Oct 7 08:34 ibdata1
-rw-rw—- 1 501 mysql 5242880 Oct 7 08:34 ib_logfile0
-rw-rw—- 1 501 mysql 5242880 Oct 7 08:26 ib_logfile1

Atenção: a responsabilidade por qualquer ação feita em seu sistema é só sua! Na dúvida, não faça nada.

Primeiro, alterei usuário com chown -R mysql.mysql /var/lib/mysql, depois, apaguei ib_logfile0 e ib_logfile1 e rodei mysqld_safe –user=mysql &.

Com isso, consegui restartar o serviço mysqld e não perdi nenhuma base de dados.

É isso.

Abraço,
Fábio